quinta-feira, 29 de maio de 2008

PALCO DA VIDA

Você pode ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não se esqueça de que sua vida é a maior empresa do mundo. E você pode evitar que ela vá à falência.
Há muitas pessoas que precisam, admiram e torcem por você. Gostaria que você sempre se lembrasse de que ser feliz não é ter um céu sem tempestade, caminhos sem acidentes, trabalhos sem fadigas, relacionamentos sem desilusões.
Ser feliz é encontrar força no perdão, esperança nas batalhas, segurança no palco do medo, amor nos desencontros.
Ser feliz não é apenas valorizar o sorriso, mas refletir sobre a tristeza. Não é apenas comemorar o sucesso, mas aprender lições nos fracassos. Não é apenas ter júbilo nos aplausos, mas encontrar alegria no anonimato.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um "não". É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.
Ser feliz é deixar viver a criança livre, alegre e simples, que mora dentro de cada um de nós. É ter maturidade para falar "eu errei". É ter ousadia para dizer "me perdoe". É ter sensibilidade para expressar "eu preciso de você". É ter capacidade de dizer "eu te amo". É ter humildade da receptividade.
Desejo que a vida se torne um canteiro de oportunidades para você ser feliz... E, quando você errar o caminho, recomece, pois assim você descobrirá que ser feliz não é ter uma vida perfeita, mas usar as lágrimas para irrigar a tolerância.
Usar as perdas para refinar a paciência.
Usar as falhas para lapidar o prazer.
Usar os obstáculos para abrir as janelas da inteligência.
Jamais desista de si mesmo.
Jamais desista das pessoas que você ama.
Jamais desista de ser feliz, pois a vida é um espetáculo imperdível, ainda que se apresentem dezenas de fatores a demonstrarem o contrário.
Pedras no caminho? Guardo todas... Um dia vou construir um castelo!
Fernando Pessoa

sexta-feira, 16 de maio de 2008

A cor da Lágrima

Por que a lágrima não tem cor?
Enquanto chorava, me pus a pensar.
Se fosse vermelha como o sangue,
as minhas vestes poderiam manchar.
Se a lágrima fosse amarela,
a cor da alegria,expressar tristeza
jamais poderia!
Se fosse azul,a cor da serenidade,
eu não choraria jamais, seria só
traquilidade.
Se fosse como pétalas de rosas,
não seriam lágrimas...
mas pérolas preciosas.
Ainda mais uma vez
fiquei me questionando
Por que a lágrima não tem cor?
Se ela fosse preta,
só expressaria o horror?
Por que será que a lágrima
não tem cor?
A lágrima não tem cor,
porque nem sempre exprime a dor.
E se ela fosse roxa,
como poderia expressar a alegria?
As lágriamas não têm cor
porque são expressões da alma.
Quando o espírito está chorando,
o coração diz: Tenha calma!
Se a lágrima tivesse cor
deveria ter a cor do amor.
Ou mesmo a cor da paixão
que as vezes invade o coração.
Ou talvez a cor da triteza
que abala a alma e
tira a calma,
mas faz em meu ser uma limpeza.
A lágrima não tem cor,
porque ela nos aproxima
do nosso Criador.
Se a lágrima tivesse cor,
eu só iria chorar de alegria.
Mas e a lágrima da saudade?
De que cor ela seria?
E a lágrima da decepção,
de que cor seria então?
Se a lágrima tivesse cor
deveria ter a cor de um brilhante,
como a lágrima é preciosa,
Deus deu-lhe a cor do diamante.

Wayne W. Dyer